Por que denunciar o comunismo ainda hoje?



Por que denunciar os males do comunismo em pleno século XXI? Será que isso não é "chutar cachorro morto"? Será que não é coisa de macartista, de saudosista da guerra fria?
O comunismo ainda é uma ameaça? Se não é, por que então gastar tantas energias para denunciá-lo?

Abaixo enumerei 6 motivos pelos quais ainda hoje é de extrema importância, continuar denunciando os males do comunismo exaustivamente:



1. Porque ele ainda existe

 

É verdade que o Muro de Berlim caiu, é verdade que a União Soviética acabou, é verdade que a China se abriu, enfim, sei perfeitamente que o comunismo quase acabou. Mas este é o problema: Ele quase acabou, mas ainda existe.

O comunismo ainda existe tal como era nos tempos da guerra fria em países como Cuba e Coréia do Norte. A população destes dois países juntos soma 36,03 milhões de pessoas, ainda hoje vivendo sob a opressão comunista.

Podem parecer engraçadas, as piadas sobre a falta de papel higiênico na Venezuela, para quem está de fora. Mas imagine-se vivendo dentro da piada, imagine a piada sendo a sua realidade cotidiana. Esse é o sentimento de quem vive o comunismo e o socialismo ainda hoje.

E por mais absurdo que isso pareça pra nós, ainda existe gente que admira estes regimes, mas isso nos leva ao segundo tópico.

2. Porque ele ainda tem adeptos




Desde a já comentada queda do comunismo em QUASE todo o mundo, o velho comunismo marxista-leninista, está bem fora de moda, mas ainda persiste e ainda tem muitos adeptos.

Em praticamente toda democracia do mundo, há pelo menos um partido comunista e o número de filiados, militantes e eleitores destes partidos é considerável. Ainda existem guerrilhas comunistas armadas, como as FARC, matando e sequestrando pessoas. Em quase toda grande universidade é fácil encontrar professores e alunos pregando as mais antiquadas idéias comunistas tais como revolução armada, a estatização total da economia e a ditadura do proletariado representado num partido único. Na internet, os apologistas do comunismo em todas as suas vertentes, mesmo as mais vis como o stalinismo, o maoísmo ou o nacional-bolchevismo, encontram voz.

É impossível prever se este número de adeptos continuará caindo ou se voltará a crescer e é mais difícil ainda prever se eles não irão se aproveitar de momentos de crise economica, política ou de valores para ganhar mais adeptos e quem sabe um dia, chegar ao poder.

3. Porque as pessoas não conhecem suficientemente seus crimes




Praticamente todo mundo hoje está bem familiarizado com a história de horror que foi o nazismo, ou com os crimes do regime militar brasileiro de 64. Já os crimes do comunismo porém, são bem menos conhecidos, mesmo tendo sido incomparavelmente maiores em número de vítimas.

Só pra você ter uma idéia, considere o número de filmes e documentários que abordam o nazismo como tema central. Agora tente se lembrar de algum filme que denuncie o comunismo. Difícil, não é mesmo?

Isso provavelmente, é consequência do que comentamos no tópico anterior. Talvez, com medo de perder a audiência do grande número de adeptos do comunismo que ainda existem, a indústria do cinema e os grandes meios de comunicação têm certo receio de tratar do tema.

Por isso, precisamos fazer o trabalho que não está sendo feito. O mundo precisa conhecer os crimes do comunismo.

4. Porque só a direita e os liberais estão fazendo isso



Jean-Paul Sartre assumiu a posição de que as provas dos campos de concentração soviéticos deviam ser ignoradas a fim de que o proletariado francês não desanimasse

Só a direita e os liberais parecem preocupados em denunciar os males do comunismo. É raro ver a esquerda dita democrática ou a assim chamada esquerda libertária, denunciando a esquerda totalitária.

É comum ver a esquerda atual se isentar dos crimes do comunismo totalitário dizendo que não concordam com eles e que não compartilham do mesmo ideário, no entanto, é raro vê-los denunciando estes crimes com os quais eles supostamente não compactuam.
É bem mais comum ver a esquerda light denunciando a obesidade supostamente causada pelas redes de fast food do que a fome chinesa que matou mais de 20 milhões durante o regime maoísta.

5. Porque seu fracasso é uma evidência de que os liberais estavam certos


O economista keynesiano Paul Samuelson, muito respeitado pelo Mainstream, acreditava que o PIB da União Soviética iria ultrapassar o dos Estados Unidos por volta de 1984.


É certo que não existem só duas opções políticas disponíveis, o comunismo totalitário de um lado e o liberalismo laissez faire do outro. Mas me parece que os únicos que estiveram desde o começo dispostos a explicar que o comunismo terminaria de forma desastrosa, foram os liberais da Escola Austríaca.

É fato que economistas como Keynes e Myrdal propunham sistemas econômicos totalmente distintos do comunismo marxista, mas nenhum deles se preocupou em dedicar volumes inteiros a explicar como o fracasso do comunismo era inevitável. Essa tarefa ficou para Mises, Hayek e outros adeptos do liberalismo.

Tendo sido portanto os liberais, os únicos a fazerem tal previsão com segurança e precisão, esta acaba sendo uma evidência de que estes possuem um instrumental teórico acurado e que merece atenção.

6. Porque é necessário preservar os erros do passado na memória




Mesmo que os crimes do comunismo fossem tão amplamente conhecidos quanto são os crimes do nazismo, ainda seria necessário se lembrar constantemente deles pelo mesmo motivo que nos leva a manter viva a memória das monstruosidades nazistas.

É necessário que a memória de todos os males de todas as vertentes totalitárias do século XX seja mantida geração após geração para que estes erros jamais sejam cometidos novamente e para que estes e outros delírios utópicos jamais sejam seduzidos novamente pelo uso da força e do poder total.

20 comentários:

  1. Muito boa matéria!

    ResponderExcluir
  2. Gostaria de ver aqui um aparte do PC do B...

    ResponderExcluir
  3. É impressionante que depois de tantos crimes, no Brasil se demoniza o Regime Militar Brasileiro mas se esquece completamente o que foi o Comunismo durante o mesmo período em outros países do mundo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, muito pior que ditadura militar, muito pior que o nazismo, muito pior do que tudo que ja aconteceu na história do mundo. Comunismo é a escória da humanidade.

      Excluir
    2. O nazismo é uma vertente do comunismo assim como o maoismo. Alguns estudos concluíram que Hitler se baseou em muitos ideais de Marx, e qualquer pessoa pode enxergar isso, como a perseguição aos judeus, a um estado totalitário e muitos outros atributos que foram idealizado pelo Marx.

      Excluir
  4. Muito bom site. Já está nos favoritos e vou mostrar ao meu filho quem é quem na história . Parabéns pela iniciativa.

    ResponderExcluir
  5. A RÚSSIA E EUROPA DO LESTE SÃO A TUMBA DO COMUNISMO!! O COMUNISMO HOJE SERVE SÓ PARA PANACAS SUBDESENVOLVIDOS, DROGADOS, DEGENERADOS, PEDERASTAS E IDIOTAS ÚTEIS!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. PT, ditadores, politicos, demagogos, oportunistas, corruptos, bandidos, vitimas da sociedade, vagabundos. Só gente boa.

      Excluir
  6. se deus quiser a coreia do norte terminara logo seus misseis nucleares e jogara em vcs bando de conformistas chupa saco dos eua

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Voce acha? vai cair....logo depois de Cuba, QUE JA recebeu o Obama. TODOS QUEREM LIBERDADE E conquistar seu conforto com seu propio esforço,90 % dos cubanos pensam assim, menos membros do partido unico e alguns militares. Cuba vai voltar a ser uma area turistica promissora e faturar milhoes com visitantes dos E U A... E A COREIA DO NORTE VAI CEDER ASSIM COMO A Alemanha Oriental

      Excluir
  7. vcs capitalistas me dao mais nojo que nazistas vao pro inferno!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ficou putinho porquê viu que não funciona seu sistema queridinho?

      Excluir
  8. Todos que se dizem de esquerda ou comunistas não conseguem dialogar e nem debatem assuntos para nos convencer que realmente o melhor caminho é o Estado controlador e assistencialista. E porque a Coreia do Norte teria que jogar bomba nuclear? Não vejo razão para isso. A Coreia do Sul está lá trabalhando e seguindo a sua vida. Quem está passando fome e dificuldade é a Coreia Comunista. Tudo é culpa do vizinho rico? Procure saber qual a produtividade por habitante de uma Coréia e da outra que vai descobrir porque uma próspera e a outra pobre e que consegue através de ameaças comida e assistência financeira.

    ResponderExcluir
  9. Deveríamos seguir as recomendações de Aristóteles: "Nunca discutam com aqueles que não buscam a verdade", nunca entrar em debate com eles, e sim denunciá-los tanto quanto foi denunciado os crimes dos Nacionais Socialistas.

    ResponderExcluir
  10. É fácil ser comunista no Brasil. O merdinha de estudante pega uma vaga pública num curso de sociologia, antropologia, letras e o escambau. Fica anos morando no CEU (Casa do Estudante Universitario). Filia-se ao Centro Acadêmico aonde transa algumas novinhas, fuma um baseado e cheira uma coca-cola, Todo essa vida boêmia as custas do podre estado capitalista. Ainda quer andar de ônibus com tarifa livre, sendo que o pobre desempregado que só pode andar de ônibus, sudsidia a tarifa desse militante vermelho. Pois bem, por que não se mandam para China ou Coréia do Norte? Claro que não, pois aqui ele não tem uma arma apontada para sua cabeça forçando-o a trabalhar de domingo a domingo. Ele diz que contribui de segunda a sexta. Sábado e domingo tem festinha e esbórnia. Pegar uma foice e martelo para construir uma nação o babaca não pega. Vai para o campus da UnB com o carrinho importado da mamãe e usa um iPhone para combinar a rave do final de semana. Enfim, a merda do comunismo acabou e temos que lembrar o quão capitalismo fechado ele era. Agora, não defendo o capitalismo. Não luto pela igualdade social, porque isso sempre existiu. Alguém sempre gozará com o trabalho alheio. Não tem nanda a ver com regime econômico e ou político. Todos são assim. Temo hoje a fome capitalista destruindo um bem muito mais precioso que dinheiro ou pessoas. O planeta e seus recursos. Ainda tenho que ouvir propagandas marqueteiras tipo: "A Bunge preocupa-se com o meio-ambiente". É uma piada de bufões

    ResponderExcluir
  11. Muito boa matéria!
    Sabemos que todo regime tras prejuizo e principalmente que aqueles que querem se perpetuar no poder e desfrutar dele para seu propio interesse e não aceita perde-lo, tem que ter total controle do povo oprimindo-o. e uma forma eficaz é implantando a fachada do comunismo, a mais perversa que ja houve na face da terra.

    ResponderExcluir
  12. Graças ao regime militar brasileiro que durou apenas 21 anos, a verdadeira ditadura do proletariado não se instalou aqui. Isso teria sido uma tragédia sem precedentes na nossa história e meus amigos, sabem quem mandaria no Brasil comunista de nossos dias???SIM ELES MESMO: A FAMÍLIA CASTRO...Viva o 31 de março de 64, a data da segunda independência do Brasil! EU ESTAVA LÁ E POSSO ASSEGURAR QUE "DITADURA" SÓ TEVE PARA COMUNISTA SAFADO!

    ResponderExcluir
  13. Na verdade, esses caudilhos sul americanos falam tanto em "Socialismo" pois seria a melhor maneira de eles terem o poder absoluto, mesmo que de uma não em frangalhos como é o caso do doente psicopata e endemoniado Maduro da Venezuela...

    ResponderExcluir
  14. Errata: "Mesmo que de uma nação em frangalhos"

    ResponderExcluir