A culpa é dos rebeldes pró-Russia


Logo que caiu o avião malaio no leste da Ucrânia, mesmo sem evidência nenhuma, a esquerda e os teóricos da conspiração acusaram o governo da Ucrânia em conluio com os Estados Unidos de serem os responsáveis pelo desastre.
Não se pode esperar outra coisa de quem não consegue ver o mundo fora das lentes de suas ideologias falidas.

Novos fatos porém, mostram que os papagaios do anti-americanismo estavam errados mais uma vez.


Primeiro, Kiev publicou a gravação de uma conversa interceptada entre dois rebeldes que pretendiam ocultar as caixas pretas do avião dos observadores internacionais.

Leia a matéria aqui

Depois o governo ucraniano acusou os rebeldes de tentar destruir provas no local da queda do avião.

Leia a matéria aqui


Depois foi o líder de uma missão holandesa quem reclamou da dificuldade em conduzir investigações no local.

"Atiradores expulsaram os investigadores do local da queda do avião da Malaysia Airlines"

"o chefe do Serviço de Situações de Emergência da Ucrânia e o líder de uma missão da polícia holandesa afirmaram que seu trabalho no local está sendo dificultado."

"O chefe da missão da polícia holandesa na Ucrânia, Jane Tuinder, também disse estar difícil ter acesso ao local para buscar mais restos das vítimas, a maioria holandesa.
'Mas o processo não terminou, ainda há restos no seu país e é muito duro chegar lá, porque há alguns, e não é politicamente correto dizê-lo, mas ainda há alguns lunáticos lá', declarou Tuinder."

Leia a matéria completa aqui


E por fim, para os que diziam que os rebeldes não possuíam armamento suficiente para derrubar o avião, estes mesmos rebeldes derrubaram dois caças ucranianos:

Leia a matéria aqui

Mas você não verá os paranoicos anti-americanos pedirem desculpas ou admitindo o erro. Simplesmente o que você poderá observar de agora em diante é todos eles mudando de assunto e se esquecendo completamente disso.

0 comentários:

Postar um comentário