A esquerda narra a vitória de Evo Morales nas eleições de 2005, como se esta fosse a primeira vez que o povo, como sempre personificado pela esquerda, alcançasse o poder neste, que é o país mais pobre da América do Sul, depois de uma longa história de domínio da direita, das elites e do imperialismo norte-americano.

Mas como muitas outras histórias contadas pela esquerda, esta também não é verdade. A Bolívia teve uma revolução socialista já em 1952 e uma sucessão de governos intervencionistas e populistas que começou muito antes disso e nunca chegou a ser interrompida de fato. Mas isso seu professor de história marxista não te contou.

Durante anos, a esquerda se aproveitou da ignorância histórica das pessoas para vender a ideia de que a culpa por toda a miséria, atraso e subdesenvolvimento no mundo é do capitalismo e que, todo e qualquer país que não teve um "República Popular" no começo do nome ou sua bandeira alterada para algum tom de vermelho com algum símbolo socialista estampado nela, era automaticamente, capitalista de livre mercado, adepto do laissez-faire.
Mas não poderão mais se aproveitar desta ignorância histórica, pois aqui estamos para contar a história que seu professor marxista não te contou.