A Suécia é Socialista?



Socialistas gostam de usar a Suécia como exemplo de socialismo bem sucedido, usando como único argumento, o generoso estado de bem estar social sueco. Mas o fato é que a Suécia segue uma série de políticas que estes mesmos socialistas consideram liberais ou conservadoras, tais como:

1. É a 10ª Economia mais aberta do mundo (Segundo a Câmara Internacional de Comércio) [1]
2. É o 8º país mais favorável aos negócios no mundo (Segundo o Banco Mundial) [2]
3. É lar de várias empresas privadas multinacionais como Electrolux, Ericsson, Absolut, Tetra Pak, Scania, Ikea e Volvo.
4. Pratica políticas macroeconômicas ortodoxas tais como:
- Câmbio flutuante [3]
- Regime de metas de inflação [4]
- Taxa de Juros Real positiva (0,10% em 2015) [5]
- Dívida pública relativamente pequena (43,8% do PIB - A do Brasil já é de 58,9%) [6]
5. É o 9º país com mais armas por habitante [7]
6. É uma monarquia constitucional

Até mesmo a alta carga tributária é na verdade, evidência de uma política fiscal ortodoxa, afinal é bem melhor bancar um estado de bem estar social com impostos do que com endividamento público ou com inflação e muito melhor obviamente, do que ter uma divida impagável mesmo com alta carga tributária, como é o caso de muitos países europeus hoje.
E mesmo o estado de bem estar social da Suécia vem diminuindo nos últimos anos [8], mas esse é um assunto que vamos tratar melhor em posts futuros.

[1] http://www.iccwbo.org/global-influence/g20/reports-and-products/open-markets-index/
[2] http://www.doingbusiness.org/~/media/GIAWB/Doing%20Business/Documents/Annual-Reports/English/DB16-Full-Report.pdf
[3] https://en.wikipedia.org/wiki/List_of_countries_with_floating_currencies
[4] https://en.wikipedia.org/wiki/Inflation_targeting
[5] http://exame.abril.com.br/economia/noticias/brasil-e-primeiro-lugar-mundial-de-longe-em-juros-reais
[6] https://www.cia.gov/library/publications/the-world-factbook/geos/sw.html
[7] https://en.wikipedia.org/wiki/Number_of_guns_per_capita_by_country
[8] http://bibliotecadigital.fgv.br/dspace/bitstream/handle/10438/10677/Juliana_DISSERTACAO.pdf?sequence=1

0 comentários:

Postar um comentário