Empresas Privadas lideram esforços contra Coronavírus

“As grandes empresas farmacêuticas que só buscam o lucro não têm interesse em curar doenças, mas apenas em mitigar seus sintomas para venderem remédios por tempo indefinido.”  – É o que dizem os teóricos da conspiração anticapitalistas e todos nós já ouvimos essa conversa antes, mas a realidade tem se mostrado bem diferente, pelo menos se tratando do Coronavírus. Enquanto autoridades tentam conter o avanço do vírus, empresas privadas investem na descoberta de vacinas e tratamentos para a doença, causando alta nos preços das ações dessas companhias.

“Pelo menos uma dúzia de empresas anunciaram, informal ou formalmente, iniciativas de desenvolvimento de vacinas ou medicamentos para combater” o vírus, disse Alan Carr, analista da Needham. “Parece que pelo menos alguns programas passarão para testes clínicos dentro de alguns meses”.

Esses programas incluem medicamentos já aprovados para outras infecções virais, medicamentos não aprovados, inicialmente desenvolvidos para outros vírus, novos anticorpos monoclonais ou novas vacinas, apontou o analista.

A Inovio Pharmaceuticals disparou 37% em janeiro, após afirmar que está desenvolvendo uma vacina contra o novo vírus.

Mas alguns analistas acreditam que outras empresas têm mais chances de chegar em primeiro na corrida por uma vacina. O banco de investimentos Morgan Stanley está otimista em relação à Moderna, que recentemente indicou que está trabalhando numa possível vacina para o Coronavírus. O analista do banco, Matthew Harrison, também tem grandes esperanças em relação à Regeneron, dizendo que sua tecnologia de rastreamento tem potencial para ser usada para produzir anticorpos terapêuticos contra o vírus.

Essas empresas têm trabalhado em parceria com instituições e universidades. A Novavax, que também começou a trabalhar numa vacina contra o Ebola, 90 dias após a liberação de sua sequência genética, também anunciou que está trabalhando numa vacina contra o coronavírus.

Grandes empresas farmacêuticas, incluindo a Sanofi e a Johnson & Johnson também estão trabalhando em vacinas, com o apoio da Autoridade de Pesquisa e Desenvolvimento Avançado Biomédico dos EUA (BARDA). Muito importante também é o apoio financeiro de instituições filantrópicas como a Bill & Melinda Gates Foundation e o grupo Wellcome and Mastercard, que anunciaram uma ajuda de US$125 milhões direcionados para esses esforços.

Enquanto isso, aos críticos do setor privado e entusiastas do socialismo só restam as Fake News, como a de que Cuba havia desenvolvido uma vacina contra o Coronavírus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *