Líder do Partido Democrata critica violência do movimento “Anfifa”

A líder da minoria na câmara, a deputada democrata Nancy Pelosi, condenou as “ações violentas de pessoas que se intitulam Antifa” depois que protestos violentos acabaram em prisões na Califórnia, na mais forte crítica contra manifestantes de esquerda que qualquer líder democrata já fez.

“Nossa democracia não tem espaço para incitação a violência ou para ameaça pública, independentemente da ideologia daqueles que cometem tais atos”, disse Pelosi em comunicado divulgado no dia 29 do último mês. “As ações violentas de pessoas que se autodenominam Antifa em Berkeley neste fim de semana merecem uma condenação inequívoca, e os perpetradores devem ser presos e processados”.

A declaração foi rapidamente elogiada por conservadores e ridicularizada por alguns à esquerda. Na sequência dos eventos em Charlottesville, alguns conservadores – incluindo o Presidente Trump – alegaram um duplo padrão na forma como a mídia e a esquerda tratavam a violência política.

Depois que manifestantes pacíficos de direita foram atacados violentamente por Black Blocs em Berkeley, veículos de direita tiveram um novo motivo para alegar a existência de um duplo padrão de tratamento.

O prefeito de Berkeley, Jesse Arreguin, condenou imediatamente “a violência que um pequeno grupo de manifestantes cometeu contra os moradores e a polícia”, acusando-os de “combater ódio com o ódio”. Esta semana, comentaristas políticos começaram a pedir que políticos democratas condenassem expressamente os acontecimentos em Berkeley; o conservador IJ Review criticou o governador da Virgínia, Terry McAuliffe, por não estar disposto a citar o grupo “Antifa” pelo nome.

“Não iremos tolerar qualquer tipo de violência”, disse McAuliffe. “Você tem o direito de protestar. A Primeira Emenda certamente será protegida. Como eu disse depois de Charlottesville, qualquer um que vier ao nosso estado, qualquer pessoa que cometer violência, de qualquer lado, será presa “.

“Na Califórnia, como em toda a nossa grande nação, temos profunda reverência pelo direito constitucional à dissidência pacífica e à liberdade de expressão”, disse Pelosi. “A não-violência é fundamental para esse direito. Permita-nos usar este triste evento para reafirmar que nunca devemos combater o ódio com o ódio e lembrar os valores de paz, abertura e justiça que representam o melhor dos Estados Unidos “.

Fonte:
The Washington Post (em inglês): Pelosi condena ações violentas de manifestantes Antifa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *