Pessoas mais inteligentes tendem a se identificar com opiniões liberais

Se você se sentiu mal quando se deparou com aquela polêmica pesquisa, amplamente divulgada pela esquerda, realizada por acadêmicos da Universidade Brock de Ontário – Canadá, que dizia que pessoas de esquerda tendem a ser mais inteligentes que as de direita, pode ficar tranquilo, você provavelmente tem o QI maior que a maioria dos analfabetos políticos que compartilharam esta pesquisa.
Além do fato de que a referida pesquisa usa como definição de esquerda, a típica esquerda progressista americana, que é a favor das liberdades civis e da democracia e como direita, entendem a “extrema-direita” ultra-nacionalista, fascista, preconceituosa e chauvinista, – critério pelo qual até eu seria de esquerda – há também outras pesquisas que mostram que, muito diferente daquilo que a esquerda alardeia, pessoas mais inteligentes tendem a adotar posições típicas do liberalismo clássico.
Como já foi dito, pessoas mais inteligentes tendem a ser a favor das liberdades civis, da democracia e contra o preconceito, pontos de vista que só vigoram no mundo ocidental atualmente graças ao liberalismo clássico, devemos acrescentar também que pessoas mais inteligentes tendem a apoiar o livre mercado.
É o que nos conta o economista Bryan Caplan que examinando dados da General Social Survey, concluiu que as pessoas mais inteligentes tendem a pensar mais como economistas. Elas são mais simpáticas à imigração, a mercados livres e ao livre comércio, e menos simpáticas ao protecionismo, a políticas de emprego e a intervenções do governo nos negócios.
Esta e outras pesquisas semelhantes são abordadas com mais detalhes no maravilhoso livro “Anjos Bons da Nossa Natureza” do psicólogo canadense Steven Pinker (considerado uma das 100 pessoas mais influentes do mundo em 2004 pela revista Time), onde também esta ridícula falácia de que pessoas de esquerda são mais inteligentes, é demolida impiedosamente.

4 comentários em “Pessoas mais inteligentes tendem a se identificar com opiniões liberais

  • 17 de novembro de 2018 em 02:47
    Permalink

    um artigo de um economista liberal/anarcocapitalista… dizendo que é mais inteligente quem segue o pensamento liberal/anarcocapitalista… Realmente, acima de qualquer suspeita de parcialidade

    Resposta
    • 18 de novembro de 2018 em 16:14
      Permalink

      Já ouviu falar em fonte primária? Então, a fonte primária da informação não sou eu, é a General Social Survey, uma fonte isenta, e a análise feita por Bryan Caplan foi publicada numa revista científica.

      Resposta
  • 10 de outubro de 2018 em 03:20
    Permalink

    Que ”artigo” tosquinho.

    Resposta
    • 13 de novembro de 2018 em 11:11
      Permalink

      Não é exatamente um “artigo”. É só uma “curiosidade”, por isso está na seção “Curiosidades”. É uma informação rápida, superficial. Apenas apresentando um fato que provavelmente é novo para muita gente.

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *